Evento acontece dia 23/10 em Mairi e terá transmissão on line

A cidade de Mairi, localizada na Mesorregião do Centro-Norte Baiano, entre Várzea da Roça e Baixa Grande, será palco do Iº Festival de Samba Tradicional da Bahia, no próximo dia 23/10, às 15 horas, reunindo sambadores do Sertão e do Recôncavo, que apresentarão sambas autorais compostos em uma homenagem à Independência da Bahia. 

O evento inédito será exclusivamente transmitido ao vivo pelo canal do IBEC (Instituto Baiano de Educação e Cultura) no Youtube.

Idealizado pelo músico, compositor, poeta, palestrante e pesquisador da música popular brasileira, Del Irerê e acatado pelo grupo “OS AMANTES DO SAMBA”, o objetivo do festival de samba tradicional da Bahia é despertar a criatividade dos compositores de chula e homenagear demais sambadores do estado, abordando o tema “Independência da Bahia”, contar um pouco a história do Brasil através do samba, divulgar essa cultura musical e sua origem africana, tão desprovida da força da grande mídia.

O samba de roda, samba rural, samba de caboclo ou cantoria de chula, assim popularmente conhecido na Bahia, não deixa morrer uma história belíssima contada em verso e prosa em nosso cancioneiro popular e que se confunde com as tradições seculares do Brasil, sobretudo a influência da cultura africana e europeia trazida pelos nossos ancestrais que, por força da escravidão imposta pela coroa portuguesa, tiveram seus guetos alicerçados em municípios como Cachoeira, São Félix e Muritiba, Maragogipe, Nazaré e outros do Recôncavo baiano.

Além de Bel Modesto, Gildásio da Barra, D. Binu, João e Zé Cabinho, dentre outros que serão lembrados durante o evento, estarão presentes nomes já reconhecidos no universo da cultura popular como mestre Bule-Bule, que ministrará uma palestra sobre sua trajetória e vivência com os sambadores do sertão e do Recôncavo e o mestre Silvano Pereira, autor de mais de trezentas chulas, cantadas por grande parte dos sambadores do sertão baiano.

O samba nasceu da labuta nos verdes canaviais da baía cada vez menos minha mas sempre de todos os santos, do peso do saco de açúcar que adoçou a vida para engolir o tempo, do amargor dos cafezais, da foice e do machado, ceifando gravetos de pau brasil e outras vidas graúdas, da construção das igrejas, pela fé naquele que nunca deixará de ser Senhor, da alegria fúnebre das senzalas, do sorriso farto e enfermo dos engenhos, da esperança envergonhada nos terreiros, das vozes encharcadas de suor, das dores do sangue que escorre nas veias de cada brasileiro.

Quando os baianos aportam no Rio de Janeiro, se reuniram nomes como Tia Ciata, Sinhô, João da Baiana, que gravou “Batuque na Cozinha”, em 1916, e Donga, que gravou em 1917 o considerado primeiro samba, “Pelo telefone”, e outros músicos que como pássaros terminaram semeando notas que, mais tarde, fizeram brotar nomes como Clementina de Jesus, Jamelão, D. Ivone Lara, e estilos como o samba canção, liderado pelo grande Adoniran Barbosa e o grupo Demônios da Garoa.

Artistas como Noel Rosa, Elizete Cardoso, Elza Soares, Cartola, Alcione, Beth Carvalho, Bezerra da Silva, João Nogueira, Paulinho da Viola, Clara Nunes, Dorival Caymmi, Edil Pacheco, Ederaldo Gentil, Batatinha, Riachão, Zeca Pagodinho e outros que disseminaram o samba através do partido alto, samba-de-breque, samba de roda, samba duro, pagode e outras vertentes mostrando a força dessa música. Tom Jobim e João Gilberto levaram o samba para o mundo através da Bossa Nova e seu novo jeito de sambar.

Estamos falando do SEMBA que viu o mundo girar do porão de um navio negreiro e virou SAMBA.

O Chula Amarrada é a comprovação de que quando a cultura popular é cultivada e cativada a história permanece viva, ainda que com novas influências suas raízes continuam sendo valorizadas.

Del Irerê/Manoel Braz


INFORMAÇÕES SOBRE O FESTIVAL

DATA: 23 de outubro de 2021

LOCAL: Cidade de Mairi

TEMA: INDEPENDÊNCIA DA BAHIA

TRANSMISSÃO DA LIVE: CANAL DO IBEC BAHIA

LINK: https://www.youtube.com/watch?v=xPfmg7qGrKk


PROGRAMAÇÃO

15:00 - Abertura com presença de autoridades

15:30 - João de Sabino e seu grupo

16:00 - Palestra com Bule-Bule – CONVIDADO DE HONRA 16:30 – Início das apresentações

1ª A CULTURA TEM SEU VALOR - Jaime Rios

(Intérpretes: Jaime Rios e João Batista)

2ª CHOVEU NO SERTÃO - Jessé Sambador

(Intérpretes: Antenor Sambador e Luizinho

3ª CHOVENDO LIBERDADE NO SERTÃO - Ataíde Nascimento

(Intérpretes Ataíde e Amadeus Guimarães)

4ª CHULA DA INDEPENDÊNCIA - João de Sabino

(Intérpretes: João de Sa

(Intérpretes: João de Sabino e Juraci)

5ª CHUVA NO SERTÃO - Nel, Canu e Neca de Gó

(Intérpretes: Nel Sambador e Alex Sambador)

6ª DEFENDENDO A BANDEIRA - Zé Machado

(Intérpretes: Zé Machado e Manuel)

7ª DOIS DE JULHO - Jessé Sambador

(Intérpretes: Jessé e Chico de Margarida)

8ª DOIS DE JULHO É LIBERDADE - Nicanor e Neguinho

(Intérpretes: Nicanor Machado e Neguinho)

9ª INDEPENDÊNCIA DA BAHIA - Jailson Marques

(Intérpretes: Jailson e Adauto)

10ª INDEPENDÊNCIA DO BRASIL - Zé Beté e Black Decker

(Intérpretes: Zé Beté e Black Decker)

11ª MARIA QUITÉRIA DA INDEPENDÊNCIA - Chicão do

Angico (Intérpretes: Chicão do Angico e Doinha)

18:00 – Silvano Pereira (CONVIDADO DE HONRA) e

convidados 18:30 - Premiação e encerramento


FICHA TÉCNICA

- Comissão organizadora: Del Irerê, Manoel Braz, Alan Sampaio, Antenor do Caminhão e Laércio.

- Coordenação Geral: Del Irerê

- Produção executiva: Del Irerê /Laercio

- Transmissão: Aguimar Rios

- Assessoria de Comunicação: Diego Silva e Manuel Braz

- Designer: Nilton Lima / Locução: Manuel Braz

- Coordenação artística: Alan Sampaio / Assistente de Produção: Antenor do Caminhão


REALIZAÇÃO: 

Amantes do Samba Associação Cultural


PARCEIROS:

- IBEC-Instituto Baiano de Educação e Cultura,

- CLEVAL – Alimentos,

- SICOOB - Coopermar


CAMPANHA DE SOLIDARIEDADE

PIX: 71 99182 0476 (celular)

Contatos: 71 99182 0476 // 75 99803 1990

chulaamarradadosertao@gmail.com

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem