Maior lagoa da bacia do São Francisco seca no semiárido baiano


Ministério Público convocou reunião de emergência para discutir tema

O Ministério Público do Estado (MP-BA) realizou, na quinta-feira (31), uma reunião de emergência em Xique-Xique, na região do Vale do São Francisco, semiárido baiano, a fim de discutir o caso de seca da Lagoa de Itaparica, uma das maiores da bacia do Rio São Francisco. Nesta semana, centenas de peixes morreram no local depois que a água secou, segundo a promotoria.

A reunião foi marcada pelo Núcleo de Defesa do Rio São Francisco (Nusf) e contará também com participação do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF), dos prefeitos de Xique-Xique e Gentio do Ouro e representantes do Ibama, Inema, Adab, Condevasf e da comunidade local. O encontro acontece a partir das 14h na sede da Universidade do Estado da Bahia (Uneb) de Xique-Xique e vai discutir soluções para o problema.

Itaparica é a maior lagoa marginal da bacia do Velho Chico, com 24 quilômetros de extensão, passando por Xique-Xique e Gentio de Ouro. Ela faz parte de uma Área de Proteção Ambiental (APA) e é um dos principais reservatórios hídricos naturais e o principal berçário da ictiofauna (conjunto de espécies de peixes da região biogeográfica). Por conta de seu uso para a pesca, a lagoa era conhecida como “mãe da pobreza”.
Maior lagoa da bacia do São Francisco seca no semiárido baiano Maior lagoa da bacia do São Francisco seca no semiárido baiano Reviewed by Agmar Rios on 9/01/2017 11:12:00 AM Rating: 5

Nenhum comentário