Em Baixa Grande, Prefeito Dr. Heraldo suspende atendimento médico voluntário por motivo de denúncia de vereador da oposição

Na manhã deste sábado, 26 de agosto de 2017, a Secretária de Saúde da Baixa Grande, Leila Pamponet, esteve na Policlínica informando aos pacientes que estavam esperando atendimento médico, que Dr. Heraldo não poderia atender em virtude da denúncia que foi feita na Câmara de Vereadores. 

A secretária informou ainda que Dr. Heraldo ligou para ela para avisar a todos, pedir desculpa e dizer que ele estava disposto para atender. Mas, que vai esperar uma resolução do jurídico da prefeitura, para saber como isso pode se resolver, para voltar a atender da forma que ele estava fazendo antes. 

Denúncia

A denúncia foi feita pelo vereador Werlisson Oliveira Silva (PSD). Em seu discurso na Tribuna Livre da Câmara de Vereadores, no dia 17 deste mês, o vereador disse que fez uma consulta no Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) com duas perguntas:

- Médico eleito prefeito, pode exercer suas atividades profissionais em hospital público municipal, supostamente como voluntário, no mesmo período de expediente regular da prefeitura?

- Médico eleito prefeito, pode trabalhar em outros municípios em entidades que recebem recursos públicos, cujo a prestação de serviços é conflitante com expediente regular da prefeitura? 

Resposta do TCM - 

Diante do exposto, conclui-se, que não é possível o ocupante do cargo de prefeito exercer também os misteres inerentes a função de médico, uma vez que a investidura no respectivo mandato exige do seu titular dedicação exclusiva, sendo portanto, incompatível com o exercício de qualquer outra atividade laborativa, ainda que de forma gratuita, especialmente, no horário regular do expediente da prefeitura.

Clique aqui para ouvir o discurso do vereador Werlisson, no dia 17, na Câmara de Vereadores de Baixa Grande. 

Confira no vídeo abaixo, o que aconteceu na policlínica na manhã deste sábado, 26 de agosto de 2017. 
Ressaltando que, Dr. Heraldo atendia os pacientes na policlínica, de forma voluntária, nas segundas-feiras, alterando para os sábados. 

Dr. Heraldo

Em sua residência, o prefeito/médico, Dr. Heraldo Miranda, concedeu uma entrevista pedindo desculpa a população e lamentou sobre a denúncia que sofreu através do vereador Werlisson, no Tribunal de Contas do Municípios (TCM). Dr. Heraldo disse ainda que está entrando judicialmente contra a denúncia para voltar a atender a população. 

"Tenho 40 anos de médico em Baixa Grande e sempre fiz isso, atendendo gratuitamente, mesmo antes de ser político. Acredito que foi um ato muito exagerado da parte do vereador, porque eu estou fazendo uma coisa simples, simples, que é atender a população de Baixa Grande, da maneira que faço há 40 anos. Queria pedir desculpa as pessoas que estiveram na policlínica com consultas marcadas. Mas, certamente, num período bem curto, vou voltar a atender as consultas e voltar a fazer cirurgia no hospital", disse Heraldo.

Perguntado sobre atendimento na cidade de Miguel Calmon, Dr. Heraldo respondeu que o atendimento está dentro o permitido, onde o hospital do qual ele atende, é filarmônico/particular, não tendo vínculo com prefeitura.

Da redação do Blog Agmar Rios.






Em Baixa Grande, Prefeito Dr. Heraldo suspende atendimento médico voluntário por motivo de denúncia de vereador da oposição Em Baixa Grande, Prefeito Dr. Heraldo suspende atendimento médico voluntário por motivo de denúncia de vereador da oposição Reviewed by Agmar Rios on 8/26/2017 03:48:00 PM Rating: 5

Nenhum comentário