“Eles mataram meu pai e meu filho”, afirma atirador de Limoeiro

Atirador do caso ocorrido na cidade de Limoeiro de Anadia, no último sábado, 28 de janeiro de 2017, se entregou à polícia nesta quarta-feira (1º). 

Segundo informações do delegado Carlos Humberto de Almeida, o atirador, Umberto Ferreira Santos, conhecido como Betinho, disse estar bastante emotivo após a tentativa de assassinato e que foi motivado pelo sentimento de vingança.

Betinho estava passando pela igreja, e segundo ele, as vítimas teriam sorrido para ele de forma provocativa. Em seguida, o atirador invadiu a igreja e tentou assassinar duas testemunhas (pai e filho) que estavam em um casamento. Na visão do acusado, as vítimas estariam envolvidas nas mortes do pai e filho dele. Após o crime ele saiu da instituição religiosa e evadiu do local dirigindo o próprio carro.

Ao ser indagado sobre um possível envolvimento de uma das vítimas em outro caso de assassinato que poderia ser mais uma justificativa para este crime de Limoeiro, o delegado esclareceu que tanto o filho de Betinho e o filho de Cícero Barbosa Silva (uma das vítimas da tentativa de homicídio), estariam envolvidos em um outro crime ocorrido na cidade de São Sebastião.

Informações extra-oficiais indicam que um dos filhos teria sido preso por tentativa de homicídio e o outro não resultando em mais rivalidade entre Betinho e as vítimas dele.
“Eles mataram meu pai e meu filho”, afirma atirador de Limoeiro “Eles mataram meu pai e meu filho”, afirma atirador de Limoeiro Reviewed by Agmar Rios on 2/02/2017 01:16:00 PM Rating: 5

Nenhum comentário