Vereador de Baixa Grande, Bruno Pamponet, posta nota de esclarecimento sobre sua cassação

O assunto mais comentado nas ruas e nas redes sociais na tarde desta quinta-feira, 10 de novembro de 2016, foi a decisão do Tribunal Regional Eleitoral, em que cassou os mandatos de Bruno Pamponet e Reinaldo Brito. 

O vereador Bruno soube da decisão do TCM través de Ediomário Catureba, no momento em que estava sendo realizada a sessão da Câmara de Vereadores, Na tribuna  livre, o mesmo declarou que se sentia injustiçado e disse que iria recorrer da decisão usando os direitos que lhe cabia. Depois, Bruno postou uma nota de esclarecimento em sua conta de facebook. Conforme texto abaixo:

Nesta eleição não concorri a mandato eletivo e todos sabem que me afastei de certa forma da política partidária. Confesso que um tanto decepcionado com um modelo cada vez mais clientelista em que para sobreviver é preciso se adequar a esse sistema decadente. Não quis, não fui candidato, sei que não sou o melhor político, mas sempre fiz o melhor, seguindo a consciência, acreditando em alguns ideais da vida inteira. Hoje pela manhã na câmara municipal recebi com surpresa a notícia de uma sentença judicial em que cassa o meu mandato por captação ilícita de sufrágio. Respeito a decisão do Estado Juiz, irei recorrer na forma da lei a segunda instância, mas expresso minha profunda indignação. Me sinto injustiçado com a decisão, em que há quatro anos os adversários de então orquestraram um denúncia implacável, gravando a minha fala em um momento que passava pela casa de uma cidadã baixa-grandense. Fala esta que dizia apenas que o projeto do candidato da época era gerar emprego e renda para juventude e que este projeto já estava acontecendo na época e deveria continuar. Diante disso foram produzidas e orquestradas declarações inverídicas da minha conduta e associado com outras. Lamento a judicialização dos atos da vida social e política, lamento o dogmatismo jurídico que toma a verdade dos autos como se fosse a verdade real.

É deplorável que pessoas ainda se prestem a trama ardilosa, produzindo inverdades em uma forma de política odiosa, a fim de abafar qualquer boa intenção e perspectiva diferente. Vejo hoje a manchete em alguns jornais com a referida matéria, mas vejo além, vejo aqueles lobos em pele de cordeiro, que tentam difamar, caluniar e oprimir a quem tem ainda uma centelha de fé em uma sociedade mais justa e menos corrupta. Vejo práticas naturalizadas que nunca comungarei, mas vejo a certeza de que podem tentar apagar o brilho, ou impedir as rosas, mas não impedirão a primavera. A deplorável política local precisa ser reformada no todo, é deplorável que tantos canalhas e raposas estejam pousando de arautos da moralidade. Mas isso é o Brasil, isso é Baixa Grande.

A vida prega algumas peças conosco, e dela devemos extrair as lições, muitas são irônicas mas servem para nortear a caminhada. Recomeço a história, recomeço confiante, certo de que sempre defendi o justo, o certo, e o melhor do mundo político. Certo de que as práticas que fiz na realidade local foram sempre transparentes primando pela liberdade do voto consciente. Mas estou resignado com essa situação pois sei que o Divino arquiteto escreve certo nas linhas certas e com isso sei que o destino de cada é uma construção das experiências adquiridas na busca da sabedoria e da autonomia na vida política e social.

Fonte: Bacia do Jacuípe
Vereador de Baixa Grande, Bruno Pamponet, posta nota de esclarecimento sobre sua cassação Vereador de Baixa Grande, Bruno Pamponet, posta nota de esclarecimento sobre sua cassação Reviewed by Agmar Rios on 11/10/2016 10:51:00 PM Rating: 5

Nenhum comentário